O progresso começou? Veja a repercussão com a colocação do Brasil no Doing Business




Quem acompanha o Ensaísta leu em nossa matéria “Visão econômica: Como chegamos até aqui” que foi ao ar em 12 de outubro, uma crítica contundente a posição que o país se encontrava em um ranking de facilidade de se fazer negócios, mais conhecido como “Doing Business” elaborado pelo Banco Mundial, pois é, na ocasião o Brasil estava na 125ª colocação. Algum tempo depois, mais especificamente no dia 2 de novembro, um novo relatório publicado pelo Banco mundial, mostrou que o Brasil saltou 16 posições e hoje estamos em 109ª. Veja abaixo:
                                        Fonte: World Bank Group

Sim, claramente essa não é a posição ideal que devemos estar e muito ainda tem de ser feito, mas esse é um bom sinal de medidas que foram adotadas no setor micro. Reformas nas práticas trabalhistas, o registro online na abertura de um negócio, mais informações sobre o crédito, uma sinalização para simplicidade tributária e outros. Esses são passos que visam vencer um inimigo contumaz da américa latina, a burocracia. A repercussão ainda que silenciosa, foi boa, ganhou inclusive matéria em um dos principais jornais internacionais do mundo, o Financial Times.




Para nós brasileiros, resta uma comemoração moderada e a cobrança para que novas medidas sejam tomadas. 






Fontes:

World Bank Group
Link matéria Financial Times:
https://amp.ft.com/content/eb197c50-de83-11e8-8f50-cbae5495d92b?fbclid=IwAR3h3FotPLeZWWjeO-q-c0XIeDjbxxXDf0KYEyVWNwm_7VG4zWaw-Jvvorw






Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.