"Homem sensato e ponderado" - Fala de Moro em coletiva de imprensa sobre Bolsonaro

O juiz federal Sergio Moro, futuro ministro da Justiça e Segurança Pública, durante uma coletiva de imprensa no Tribunal Federal de Justiça em Curitiba - 06/11/2018 (Heuler Andrey/AFP)

Juiz federal preferiu não citar nomes mas afirmou que a "experiência bem-sucedida" deve ser lavada ao Poder Executivo. Referindo- se a profissionais que atuaram na Lava- Jato

Hoje, dia 06 de Novembro, o Juiz Sérgio Moro convocou uma coletiva de imprensa para elucidar questões sobre seu futuro cargo no Ministério da Justiça. Foi sua primeira coletiva desde que aceitou o convite do Presidente eleito Jair Bolsonaro ao cargo de ministro.

Em sua fala, Moro deixou claro que profissionais envolvidos na operação Lava- Jato poderão compor sua equipe e demonstrou também que pretende apresentar um pacote anti- corrupção ao congresso nacional que possa ser aprovado de forma rápida e simples.

O Juiz se mostrou amigável ao sistema de inteligência e investigação dos EUA, enfatizando numa criação de base de dados de perfil genético. Além disso, propõe um fortalecimento do COAF (Conselho de Controle de Atividades Financeiras), órgão este que passará da pasta do Ministério da Fazenda para o Ministério da Justiça, comandado por Moro.

Sérgio Moro também discorreu sobre questões a respeito do desarmamento, progressão de pena e maioridade penal. Posicionou- se em sintonia com Jair Bolsonaro, defendendo a maioridade a partir de 16 anos para crimes hediondos, por exemplo.

Ao falar do Presidente eleito, Moro o classificou como "homem sensato e ponderado", afirmou não analisar falas antigas de Bolsonaro e disse que na primeira reunião dos dois houve grande concordância: “Algumas pequenas divergências que com diálogo podem ser equacionadas, mas eu entendo que a última palavra é dele.”


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.