Brasil! Onde estão nossos heróis?




Ás vezes fico abismado com a semelhança existente entre os fenômenos americanos e os brasileiros. Existem muitos que em um modo de justificar tal ponto, afirmam no melhor do dialeto paulista:
O brasileiro é paga -pau de gringo
 Discordo piamente desta afirmação, geralmente ela vem acompanhada de afirmações citando o grande exercício da cultura americana/britânica no brasil, do qual não discordo, até porque a partir do ramo artístico, temos por exemplo que nos anos 2000, os estilos musicais predominantes nas rádios eram basicamente, Pop-rock, Rock, R&B e Hip-Hop, todos trazidos especificamente do exterior, em maior parte Americano.  Temos também a moda brasileira que sempre teve influência direta, principalmente de artistas. Se você discorda, experimente assistir o Seriado “Friends”, que se tornou popular no Brasil por volta dos anos 2000, e compare as vestimentas com a dos brasileiros em geral da mesma época, ou melhor, assista a algum clipe de Hip-hop e Pop Rock e compare ao jovens da mesma geração, a semelhança é clara.
Mas não se assuste, este não é um texto do melhor estilo BuzzFeed ou Quebrando o Tabu, na verdade coloquei exemplos populares que em um consenso majoritariamente geral, são colocados como provas explicitas de que o brasileiro é paga – pau de gringo. 
E sim, o Brasileiro tem uma forte influência cultural do exterior, talvez até maior que interna, porém o motivo não está explicitamente ligado a qualidade artística, coloco o motivo claro a uma questão que chamo de necessidade heróica.
Como assim?
O ser humano naturalmente é condicionado ao bem, isto porque nossos padrões ocidentais definidos principalmente pela religião cristã (concorde ou não), trouxeram princípios e padrões para uma sociedade em prol do bem, você pode ter suas discordâncias, mas consegue ver em alguma religião ocidental a pregação do assassinato? Mas continuo.
Naturalmente nascemos e nos acostumamos a lidar com hierarquia, você tem o seu pai e sua mãe e tem de obedece-los. Mas você cresce, ganha independência individual, e continua a lidar com a hierarquia, seja na escola, com o seu professor, na vida adulta, no trabalho com seus chefes, você é acostumado a ter líderes, e é assim que funciona a ordem natural da humanidade. Porém, condicionado ao bem, você procura líderes dos quais pode se inspirar, que com a liderança buscam o bem visando o próximo. Neste ponto  podemos aplicar por exemplo a grande aspiração por seres supremos da ficção, os super-heróis (RIP Stan Lee), veja abaixo uma observação sobre o tema:

“Você pode até nunca ter percebido, mas estamos todo o tempo cercados por heróis e heroínas. Melhor ainda: somos, todos nós, heróis e heroínas, seres mitológicos que, no momento certo, podem corporificar sua identidade secreta e fazer ações… heróicas. Isso acontece porque nós, humanos, trazemos impressos na base da nossa mente modelos de comportamento e formas de nos relacionar com o mundo que são chamados de arquétipos na psicologia analítica, escola fundada pelo psiquiatra suíço Carl Gustav Jung (1875-1961). Os arquétipos confundem-se com a mitologia – e o herói é o mito mais conhecido e cultivado por todas as culturas.”

Tendo em base o explicado acima, que o ser humano busca os heróis em seu passado e presente. Faço uma indagação ao leitor:
Qual o seu Herói Brasileiro do passado?
E reforço, qual é o seu herói brasileiro real? (não vale dizer pai e mãe)
 Digo uma pessoa do passado, um líder, um político um cidadão comum etc.
......?



Foi um pouco difícil ? Tratando da realidade Histórica, não é difícil, temos nomes como José Bonifácio, Maria Leopoldina, Dom Pedro II e etc.
Mas isto é reafirmado na educação pública?  Dificilmente, aborde algum adolescente com seus 15 anos e pergunte quem ele considera um herói nacional. Tenho certeza que em maioria a reação será como a imagem acima, a ainda, a probabilidade do jovem citar Che Guevara como "herói brasileiro" é grande, acredite em mim.
Isto sem considerar que os heróis que vieram acima se tratam de mais de 200 anos atrás. E recentemente? Século XX e XXI, me aponte quantos heróis significativos, principalmente na politica o Brasil possui?
Sabe quem possui heróis?
Estados Unidos, Inglaterra entre outros.
Cito em base pelo menos dois recentes: dos lados dos EUA temos Ronald Reagan que derrotou a União Soviética com pouquíssimas baixas ao seu povo e Margareth Thatcher (famosa “Dama de Ferro”), que me direcionando agora as feministas: “Esta sim foi uma mulher empoderada”, que sozinha como mulher em um parlamento dirigiu uma das maiores nações do mundo elevando sua economia para um ápice histórico.
Poderia citar diversos outros heróis além deles como o pastor Martin Luther King, a lista e infindável, e isto passa pela educação básica e superior, Hollywood retrata constantemente filmes de seus heróis, tanto líderes como guerreiros, de modo que temos uma população engajada e patriota.
Isto meus amigos responde a indagação do porque “ O brasileiro paga pau de Gringo”, os “gringos” possuem heróis recentes do quais podem se orgulhar, nós brasileiros estamos as tempos, digo em media todo o século XX e o inicio do século XXI vivendo em uma montanha russa constante, não existe real satisfação, sempre a ideia de que precisa muito e muito a ser feito, e nesta procura por inspirações conforme argumentei no meio do texto, encontramos a escassez em nosso país e a abundância no exterior.
Por isso deixo a necessidade de conhecer a nossa História, aplica-la e transmiti-la.Temos heróis, dos quais vão inspirar uma geração após outra, basta ler.
Para finalizar deixo uma reflexão que o famoso economista Ludwig Von Mises dispôs em seu livro "Teoria e Historia" sobre a necessidade de tal estudo.

O estudo da história abre a mente para o entendimento da natureza humana e seu destino [...]. A cultura pessoal é mais do que mera familiaridade com o estado natural da ciência, tecnologia e assuntos cívicos. É mais do que a familiaridade com livros, pinturas e a experiência de viagens e visitas a museus. É a assimilação das ideias que despertaram a humanidade da rotina inerte de pura existência animal para uma vida de razão e questionamento.  É o esforço do indivíduo para humanizar-se através da absorção das melhores tradições que nos foram transmitidas pelas gerações passadas.



Fontes: 
https://super.abril.com.br/historia/seja-humano-seja-heroi/
http://sem-reh-nem-do.blogspot.com/2006/03/um-super-homem-brasileiro-em-londres.html


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.